Pular para o conteúdo principal
Available in EnglishEspañolPortuguês

Estudo Econômico da América Latina e do Caribe 2018. Evolução do investimento na América Latina e no Caribe: fatos estilizados, determinantes e desafios de política. Documento informativo

Publication cover

Estudo Econômico da América Latina e do Caribe 2018. Evolução do investimento na América Latina e no Caribe: fatos estilizados, determinantes e desafios de política. Documento informativo

Autor institucional: NU. CEPAL Physical Description: 16 p. Editorial: CEPAL Data: agosto 2018 ECLAC symbol: LC/PUB.2018/17-P ISBN: 9789211219968

Descrição

Em sua edição número 70, que corresponde a 2018, o Estudo Econômico da América Latina e do Caribe consta de três partes. A primeira resume o desempenho da economia regional durante 2017 e analisa sua evolução durante os primeiros meses de 2018, bem como as perspectivas para o ano inteiro. Examina os fatores externos e internos que incidiram no desempenho econômico da região, analisa as características do crescimento econômico e a evolução dos preços e do mercado de trabalho e destaca as características e alguns desafios para as políticas macroeconômicas num contexto externo caracterizado por crescente incerteza, resultante sobretudo de fatores políticos.

A segunda parte deste Estudo Econômico, que inclui três capítulos, faz uma análise da dinâmica do investimento e seus determinantes com o fim de identificar as variáveis sobre as quais a política pública pode atuar para influir na trajetória do processo de investimento.

A terceira parte, que está disponível no site da CEPAL (www.cepal.org), contém as notas sobre o desempenho econômico dos países da América Latina e do Caribe em 2017 e no primeiro semestre de 2018, bem como os respectivos anexos estatísticos. A informação apresentada foi atualizada em 30 de junho de 2018.

Índice

Apresentação e resumo executivo .-- A. Situação econômica e perspectivas para 2018 .-- B. Evolução do investimento na América Latina e no Caribe entre 1995 e 2017: fatos estilizados e principais determinantes