Você está aqui

Disponível em:Português

Energy Big Push (Grande Impulso Energia) Brasil

28 de janeiro de 2020 até 30 de abril de 2020|Projeto/Programa

Sumário Executivo

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) das Nações Unidas desenvolveu uma abordagem para apoiar os países da região na construção de estilos de desenvolvimento mais sustentáveis, chamada “Big Push para Sustentabilidade”, a qual representa uma coordenação de políticas (públicas e privadas, nacionais e subnacionais, setoriais, fiscais, regulatórias, financeiras, de planejamento etc.) que alavanquem investimentos nacionais e estrangeiros para produzir um ciclo virtuoso de crescimento econômico, geração de emprego e renda, redução de desigualdades e lacunas estruturais e promoção da sustentabilidade ambiental. Nessa abordagem, os volumosos investimentos necessários para a transição para um modelo econômico resiliente, de baixo carbono e sustentável são colocados como uma oportunidade de gerar um grande impulso (“big push”) para um novo ciclo de crescimento econômico e maior igualdade, contribuindo para construção de um desenvolvimento mais sustentável, no seu tripé econômico, social e ambiental. O Escritório da CEPAL no Brasil busca aplicar a abordagem do Big Push para a Sustentabilidade no país, por meio de projetos em parceria com órgãos do governo brasileiro, em temas ligados à inovação e energias sustentáveis, mobilidade sustentável e estudos de casos de investimentos sustentáveis, com o apoio da Cooperação Técnica Alemã (GIZ) e da Fundação Friedrich Ebert Stiftung (FES).

O projeto Energy Big Push (ou Grande Impulso Energia) visa apoiar a promoção de mais e melhores investimentos públicos e privados em energias sustentáveis, com ênfase em inovação, contribuindo para um grande impulso energético no Brasil. O projeto é executado em parceria com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e conta com contribuições de diversos órgãos ligados aos temas de energia e inovação, que são: Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Ministério de Minas e Energia (MME), Ministério de Relações Exteriores (MRE), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), , Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Instituto de Pesquisa de Econômica Aplicada (Ipea) e Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês).

O projeto está estruturando em quatro eixos, cada qual com um grupo de trabalho correspondente. São eles:

Eixo 1 – Desenvolvimento de uma ferramenta para coleta, estruturação, análise e gestão de dados de investimentos públicos e privados em pesquisa, desenvolvimento e demonstração em energia sustentável (PD&D);

Eixo 2 – Indicadores de desempenho técnico, econômico, social e ambiental associados a soluções energéticas sustentáveis;

Eixo 3 – Linhas estratégicas e instrumentos prioritários para acelerar investimentos em energias sustentáveis, com foco em inovação;

Eixo 4 - Plano de comunicação do projeto Energy Big Push.

 

Resultados

Após o término desse projeto, o governo brasileiro terá sido co-criador de diversos estudos e análises para subsidiar a tomada de decisões; contará com capacidades construídas e aprendizados adquiridos por parte das equipes dos diversos órgãos sobre questões relacionadas a energias sustentáveis, inovação e investimentos, e, finalmente, contribuirá para geração de recomendações sobre os temas tratados, que poderá servir de insumo para melhores política públicas sobre investimentos em energias sustentáveis, com foco em inovação.