Você está aqui

Disponível em:EnglishEspañolPortuguês

A CEPAL promove na Colômbia o fortalecimento das políticas para um desenvolvimento territorial inclusivo

O escritório do organismo nesse país realizou um workshop de especialistas sobre o marco conceitual de um projeto implementado pela CEPAL que faz parte da Conta do Desenvolvimento das Nações Unidas.

17 de junho de 2019|Notícia

taller_tejidos_territoriales_bogota_675.jpg

Reunião sobre tecidos territoriais realizada na Colômbia
Reunião sobre tecidos territoriais realizada na Colômbia.
Foto: CEPAL Bogotá

O isolamento de territórios e populações na Colômbia os deixou excluídos dos caminhos do progresso, ante um forte viés urbano do desenvolvimento. Para isso contribuíram uma geografia complexa, a fraqueza do Estado agravada pelo conflito armado, as fracas capacidades institucionais para administrar o desenvolvimento local e a fragmentação setorial e funcional das políticas.

Por estas razões, desde 2018 o Escritório da CEPAL em Bogotá implementa o projeto “Vínculos rurais urbanos e tecidos territoriais para o desenvolvimento inclusivo da Colômbia”, que faz parte da Conta do Desenvolvimento das Nações Unidas[1], com o propósito de fortalecer as políticas de desenvolvimento regional e territorial, mediante a análise das interações entre o âmbito urbano e o rural, identificando relações bidirecionais que transformem os vínculos fracos e assimétricos e proporcionem benefícios mútuos para os habitantes das cidades e do campo.

O impulso aos tecidos territoriais pretende fortalecer os fluxos, as interações, os intercâmbios, as interdependências, as conexões, as redes, os entrelaçamentos, enfim, os diversos tipos de tecidos e os diferentes propósitos das comunidades e dos outros atores do território.

Em 30 de maio de 2019 consultou-se um grupo de especialistas sobre o conceito de tecido rural-urbano e a pertinência de fortalecê-lo através de políticas públicas que promovam a inclusão e a redução de disparidades entre territórios.

Os participantes ressaltaram a oportunidade que este projeto oferece de aprofundar as políticas públicas para responder à grande heterogeneidade de territórios, sendo que em alguns deles a violência também teceu relações.

Destacou-se a tensão entre a ordem local e a ordem nacional na análise das dinâmicas sociais e a necessidade de fomentar um melhor entendimento das estratégias das comunidades para melhorar seu bem-estar.

Insistiu-se na necessidade de novas narrativas nos territórios, como as do turismo, as festas tradicionais e os ecossistemas, que tecem histórias, culturas, economia e desenvolvimento.

Analisou-se também a importância da Agenda 2030 e a necessidade de promover e avaliar os resultados em escalas territoriais e obter um desenvolvimento inclusivo como seu real objetivo no longo prazo.  

Os participantes chamaram a atenção para a urgência de entender as razões pela quais algumas regiões conseguem utilizar novos instrumentos desenhados para o desenvolvimento territorial e outras não e para a importância de resgatar a eficiência coletiva pela interação de territórios, além da eficiência individual. Também se reiterou a necessidade de coordenação e articulação das políticas.

Finalmente, apoiou-se o propósito deste projeto de gerar espaços onde os atores dialoguem, identifiquem e alcancem consensos sobre estratégias efetivas para promover o desenvolvimento territorial. 

 

[1] Rural-urban linkages for inclusive development in Colombia 2018-2021/1819AG. https://www.un.org/development/desa/da/project-view-public/