Você está aqui

Disponível em:Português

Duas interpretações do planejamento, desenvolvimento e democracia no pensamento cepalino: Celso Furtado e José Medina Echavarría

Publication cover
Autor institucional:
  • NU. CEPAL. ILPES
Signatura: LC/W.581 29 p. Editorial: CEPAL março 2014

Descrição

O trabalho procura comparar o entrelaçamento dos temas planejamento, desenvolvimento e
democracia na produção intelectual de Furtado e Echavarría no período dos anos 1950/1960 ˗ período
áureo da temática do subdesenvolvimento. Partimos da constatação que a explicação do
subdesenvolvimento, a compreensão da relação entre economia e instituições políticas assumiu
arranjos diversos na obra dos dois autores, como também os temas do desenvolvimento econômico,
desenvolvimento político, planejamento e democracia. Nossa hipótese é que a filiação ao campo
cepalino aproximava Furtado e Echavarría em termos de agenda temática e no reconhecimento da
situação tardo-capitalista e periférica da América Latina, mas com interpretações distintas, dada a
escolha da vertente teórica-chave: o viés da economia política em Furtado e o viés da cultura e do
ethos em Echavarría. Nossa questão é apontar semelhanças e diferenças nas duas teses, e compreender
como, por vias distintas, os autores chegaram a uma defesa estratégica da democracia.

Índice

I. Subdesenvolvimento e desenvolvimentismo: a teoria social da CEPAL .-- II. Economia e sociedade na formação histórica do subdesenvolvimento .-- III. Subdesenvolvimento e desenvolvimentismo: a questão da política em Furtado .-- IV. Subdesenvolvimento e desenvolvimento: cultura e sociedade na periferia .-- V. À guisa de conclusão: uma agenda para discussão.

Busque publicações

Ver lista de publicações

Assinatura

Receba as novidades da CEPAL por e-mail

Assine