Você está aqui

Disponível em:Português

A relação entre Estado e sociedade no século XXI. A perspectiva paraeconômica como estratégia neodesenvolvimentista

Publication cover
Autor institucional:
  • NU. CEPAL. ILPES
Signatura: LC/W.590 28 p.; grafs. Editorial: CEPAL março 2014

Descrição

A história de várias sociedades evidencia que uma perspectiva unidimensional de desenvolvimento foi
responsável pela construção social, dada a direção desse processo por parte do mercado. Com o
objetivo de avançar no debate sobre a relação entre Estado, sociedade e desenvolvimento, o artigo
discute, numa perspectiva histórica, as razões que levaram à desintegração dos sistemas sociais, as
evidências da fragilidade do ideário liberal e o pensamento desenvolvimentista forjado a partir da crise
do liberalismo. Tal discussão leva a conclusão de que a relação direta entre a situação de alguns países
e o nível de emprego de recursos estratégicos depois da II Guerra Mundial reascendeu a importância
da intervenção estatal, fortalecendo o pensamento de que o Estado deve coordenar as relações que se
dão a partir de um projeto que tem a industrialização como forma de acumulação de capital, mas
também como meio para a diminuição das desigualdades sociais.

Índice

Resumo .-- I. Introdução .-- II. Séculos XVIII e XIX: a hegemonia do ideario liberal e a desintegração
dos sistemas sociais .-- III. Século XX: o pensamento desenvolvimentista forjado a partir da utopia
do ideário liberal .-- IV. A emergência do neodesenvolvimentismo a partir da crise do estado e sua relação
com o fortalecimento da democracia .-- V. Século XXI: a perspectiva paraeconômica como estratégia neodesenvolvimentista .-- VI. Considerações finais.

Busque publicações

Ver lista de publicações

Assinatura

Receba as novidades da CEPAL por e-mail

Assine