Você está aqui

Disponível em:EnglishEspañolPortuguês

A CEPAL participou da apresentação do documento “Diretrizes para a transformação produtiva em Santiago del Estero” na Argentina

O evento aconteceu no Ministério de Desenvolvimento Produtivo da Nação e contou com a presença do Governador de Santiago del Estero, Gerardo Zamora, e do Ministro de Desenvolvimento Produtivo, Matías Kulfas.

29 de setembro de 2021|Notícia

O documento Diretrizes para a transformação produtiva em Santiago del Estero, apresentado recentemente pelo escritório da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) em Buenos Aires, Argentina, é fruto do trabalho conjunto entre as autoridades nacionais e da província de Santiago del Estero e foi preparado em colaboração com a CEPAL no âmbito do projeto “Desenvolvimento produtivo e heterogeneidade espacial na América Latina: instituições e desenvolvimento de capacidades na programação e implementação de políticas produtivas regionais”, que conta com o apoio da União Europeia.

O evento de apresentação aconteceu no Ministério de Desenvolvimento Produtivo da Argentina e contou com a presença do Governador de Santiago del Estero, Gerardo Zamora, e do Ministro de Desenvolvimento Produtivo da Nação, Matías Kulfas.

O documento expõe os resultados de um importante trabalho, que envolveu um amplo espectro de informantes vinculados ao desenvolvimento da atividade produtiva e tecnológica, inclusive instituições intermediárias, organismos de ciência e tecnologia, setor privado empresarial e organizações sociais.

O estudo identifica as principais oportunidades de transformação produtiva apresentados à província argentina de Santiago del Estero tendentes a aumentar a competitividade da produção local e gerar mais empregos de qualidade, agrupadas em torno de três estratégias produtivas.

A primeira estratégia baseia-se na recuperação das capacidades tradicionais da província a partir de melhoria da qualidade e eficiência produtiva da produção de algodão, atividade frutihortícola e produção de carne bovina e caprina. Boa parte das atividades tradicionais da província, de forte arraigamento histórico no território, tenderam a retrair-se nas últimas décadas. Aproveitar a ampla margem de melhoria que estas atividades apresentam permitiria a Santiago del Estero recuperar a articulação social e produtiva perdida.

A segunda estratégia procura fortalecer as capacidades produtivas latentes no território e a diversificação produtiva em atividades relacionadas às já existentes na produção têxtil, florestal, de alimentos, de carne suína e apícola.

A terceira envolve novas atividades, não vinculadas ao sistema produtivo tradicional da província, como o turismo, as energias alternativas, a mineração e as relacionadas com a economia do conhecimento. O desenvolvimento destas atividades implica criar novas capacidades, sujeitas à superação de certas limitações, como a infraestrutura, e envolve um salto qualitativo a respeito da matriz produtiva preexistente; por isso, sua materialização, diferentemente dos níveis precedentes, compreende um horizonte mais longo de realização.

O trabalho indica que, além das restrições estruturais historicamente enfrentadas pela província, como seu déficit hídrico e a forte dispersão da população no território, Santiago del Estero conta com importantes capacidades produtivas, uma infraestrutura de ciência e tecnologia cada vez mais ampla e grande experiência gerada no desenvolvimento de diversas atividades de longa tradição provinciana que constituem um ponto de partida promissor para uma estratégia que se propõe a impulsionar a transformação produtiva de seu território.

Contato

Assinatura

Receba as novidades da CEPAL por e-mail

Assine