Você está aqui

Disponível em:EnglishEspañolPortuguês

Autoridades reconocen relevancia del desarrollo en transición para identificar las prioridades para el desarrollo estadístico y fomentar el aporte de las estadísticas a la formulación de políticas públicas en la región

Representantes dos países da América Latina e do Caribe concluíram a vigésima reunião do Comitê Executivo da Conferência Estatística das Américas da CEPAL.

9 de abril de 2021|Notícia

Autoridades dos escritórios nacionais de estatística da América Latina e do Caribe reconheceram a relevância do desenvolvimento em transição para identificar as prioridades do desenvolvimento estatístico nos países da região e fomentar a contribuição das estatísticas para a formulação de políticas públicas, na jornada de encerramento da XX Reunião do Comitê Executivo da Conferência Estatística das Américas (AES) da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

Participaram da reunião 33 delegações dos Estados membros da CEPAL e de 10 membros associados, além de representantes regionais e representantes das agências, fundos e programas do sistema das Nações Unidas, organismos internacionais, academia e sociedade civil.

Durante a reunião, os países fizeram um apelo no sentido de impulsionar a produção de estatísticas nacionais para fortalecer o monitoramento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável em suas três dimensões (social, econômica e ambiental) e reconheceram a necessidade de consolidar as metodologias e garantir a produção regular de dados para os indicadores na dimensão ambiental.

Também concordaram acerca da importância de produzir informações baseadas na medição das percepções para complementar as informações coletadas habitualmente sobre as condições materiais de vida da população da América Latina e do Caribe, no contexto da geração de estatísticas oficiais nacionais.

Na cerimônia de encerramento, Juan Daniel Oviedo, Diretor-Geral do Departamento Nacional de Estatística (DANE) da Colômbia, na qualidade de Presidente da CEA-CEPAL, destacou o êxito da reunião e saudou a prevalência do diálogo, feedback, inovação e prestação de contas.

"Esses princípios nos permitiram identificar não só as necessidades, mas também as oportunidades dos tempos complexos em que vivemos sob a perspectiva da saúde pública, social, econômica e ambiental", afirmou.

Por sua vez, Rolando Ocampo, Diretor da Divisão de Estatística da CEPAL, destacou o trabalho realizado durante as duas jornadas do encontro, que "consolidou o apoio dos escritórios nacionais de estatística como um todo regional no qual crescemos e avançamos juntos, contribuindo na tomada de decisões para apoiar os governos da América Latina e do Caribe".

Na resolução final, aprovada por unanimidade pelos países presentes na reunião, o Comitê Executivo da Conferência Estatística das Américas convidou os escritórios nacionais de estatística e outros organismos produtores de estatísticas oficiais a coordenar ações para incorporar informações sobre o monitoramento nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) na Plataforma Regional do Conhecimento sobre a Agenda 2030 na América Latina e no Caribe (SDG Gateway), lançada pela CEPAL em conjunto com os organismos, fundos e programas do sistema das Nações Unidas na região.

Os participantes apreciaram os avanços na atualização tecnológica da base de dados e publicações estatísticas CEPALSTAT e fizeram um apelo a promover na região o desenvolvimento de sistemas de disseminação de informações estatísticas online, utilizando ferramentas de código e dados abertos que integrem a dimensão geoespacial.

Incentivaram os escritórios nacionais de estatística da região a participar de maneira ativa na produção e difusão de estatísticas sociais, econômicas e ambientais das cidades, por meio da definição de padrões e promoção de processos de garantia da qualidade das estatísticas urbanas produzidas por outras instituições, bem como pela adoção de metodologias robustas e aproveitamento de fontes complementares de dados para a produção de estatísticas desagregadas sobre as cidades.

Também destacaram a relevância dos mecanismos para avaliar o cumprimento dos Princípios Fundamentais das Estatísticas Oficiais, inclusive os processos de revisão por pares, para fortalecer a qualidade da produção estatística e a institucionalidade dos sistemas estatísticos nacionais.

A Conferência Estatística das Américas é um órgão subsidiário da CEPAL cujos principais mandatos são a promoção do desenvolvimento e melhoria das estatísticas nacionais e sua comparabilidade internacional, bem como a cooperação internacional, regional e bilateral entre os escritórios nacionais e os organismos internacionais e regionais.

Atualmente, o Comitê Executivo da CEA é presidido pela Colômbia e composto pelo Canadá, Chile, Granada, Itália, Jamaica e México.